Blog

Na contramão da crise, comerciantes investem em vendas pela internet



Para consumidores, adquirir produtos pela web é mais fácil e vantajoso. Setor cresceu 89% no passado, segundo balanço da E-commerce Brasil.
 
O setor de vendas-online está na contramão da crise. Para consumidore, ter um produto à venda 24 horas por dia é uma facilidade. Outra mordomia é não precisar ir até a loja. Comerciantes também veem vantagens, já que muitas vezes não é preciso contratar funcionários nem se preocupar com gastos como água e energia elétrica. Balanço da E-commerce Brasil, divulgado em março, mostra que esse tipo de comércio cresceu 89% de 2014 para 2015.
 
Devido à queda na renda dos consumidores e do aumento na taxa de juros o comércio em geral fechou o ano de 2015 com queda de 4,3%, o pior resultado desde 2001. Com o movimento fraco nas lojas físicas, muitos lojistas decidiram apostar na web. Pensando também no maior alcance de seus clientes. 
 
Oportunidades
 
Em meio a crise, investir na internet pode ser uma estratégia para manter as vendas e não precisar fechar as portas. Ter um canal a mais de atendimento pode ser uma boa oportunidade, diz Diego de Souza, consultor do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae-SP).
 
Para ter bons resultados, entretanto, é preciso planejamento, investimento em divulgação e cuidado com os riscos. “Precisa ter uma logística muito bem interessante, direcionar a página, utilizar de estratégias para que seja bem visto no mercado. Da mesma maneira que a internet é um campo bom de atuação, cometer algum erro pode colocar o negócio por água abaixo”, ressaltou o consultor.
 
Fonte: Matéria adaptada do Portal de notícias G1.